domingo, 25 de janeiro de 2015

Três assassinatos foram registrados entre a noite desta sexta-feira (23) e a madrugada deste sábado (24) em Parnamirim, RN

IMG-20150123-WA0171-870x418
Três assassinatos foram registrados entre a noite desta sexta-feira (23) e a madrugada deste sábado (24) no município de Parnamirim, na Grande Natal. De acordo com a Polícia Civil, dois casos estariam ligados a brigas entre torcidas organizadas de clubes da capital potiguar. Um pessoa foi presa e a mãe de uma das vítimas foi baleada na confusão.
De acordo com o delegado Luiz Lucena, da Delegacia Especializada de Homicídios de Natal (Dehom) o primeiro crime aconteceu ainda na noite de sexta-feira em trecho da BR-101 na divisa entre Parnamirim e São José de Mipibu. A vítima foi identificada como Felipe Leandro de Lima, de 22 anos, conhecido como “Felipe Oião”. O jovem foi executado com três tiros na cabeça.
Já pela manhã, a Dehom registrou o assassinato de Alison Maia da Silva, de 19 anos. Segundo o delegado Lucena, o crime foi uma retaliação ao homicídio do rapaz na BR-101. “As duas mortes têm relação com brigas de torcidas organizadas”, explicou o delegado. No segundo caso, um jovem foi preso suspeito do crime. “Além de matar o rapaz, o suspeito baleou ainda mãe do Alison na boca, que tentava protegê-lo. Foi um caso de vingança”, declarou.
O suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia de Plantão da Zona Sul, no bairro de Candelária, em Natal.
Crime no bairro Nova Esperança
O terceiro assassinato da noite ocorreu no bairro Nova Esperança. A vítima foi identificada como José Eduardo da Rocha, de 16 anos. De acordo com a PM, moradores da região relataram que o adolescente estava com um grupo de jovens quando eles teriam discutido. Um deles teria puxado uma arma e efetuado os disparos. A vítima também estava armada e revidou, mas acabou baleado e morreu no local.
Após o crime os suspeitos fugiram do local. As investigações dos três crimes serão iniciadas pela Dehom. Os corpos das três vítima foram levados para a sede do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep-RN), no bairro da Ribeira, em Natal.
Tribuna do Norte.

Nenhum comentário: