quarta-feira, 11 de março de 2015

Após 8 horas, presos encerram rebelião na maior penitenciária do RN



Após mais de oito horas, a rebelião que se instaurou nos pavilhões 1 e 4 da penitenciária de Alcaçuz na manhã desta quarta-feira (11), acabou no início da noite. Uma comissão dos direitos humanos, escoltados por policiais do Batalhão de Choque da PM (BPChoque) negociaram com os presos rebelados e chegaram a um acordo.
Ao fim do motim, os presos do pavilhão 1 foram conduzidos para o pátio, onde foram submetidos a uma revista. Posteriormente os presos seriam direcionados ao refeitório, uma vez que não tiveram acesso a nenhuma das refeições durante a rebelião.
Durante a ação do BPChoque ao pavilhão 4, uma parede foi derrubada. Com as avarias, a Secretaria de Justiça e Cidadania autorizaram o inicio imediato de reformas no pavilhão. Dos 196 detentos do pavilhão, 66 foram transferidos para outras unidades: 36 para a cadeia pública da zona norte, 20 para o pavilhão 5 e 10 para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Candelária. Os demais presos do pavilhão ficaram acomodados no setor de triagem.
G1/RN.

Nenhum comentário: