quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Justin Bieber é detido no Canadá por agressão a motorista

2rcuk7l91g_gqgi487vb_file
A polícia de Toronto prendeu nesta quarta-feira (29) o cantor canadense Justin Bieber e o acusou de agressão contra o motorista de sua limusine no dia 30 de dezembro do ano passado, informou a instituição.
Bieber, que se apresentou de forma voluntária à polícia, foi liberado após permanecer durante quase duas horas em uma delegacia do centro de Toronto e terá que se apresentar ao tribunal no dia 10 de março.
A polícia de Toronto explicou em comunicado que o incidente ocorreu na madrugada do dia 30 de dezembro, quando o motorista da limusine de Bieber buscou um grupo de seis pessoas, entre elas o cantor, em uma casa noturna do centro da cidade.
Após recolher o grupo e enquanto se deslocavam para um hotel, “aconteceu um desentendimento entre um dos passageiros e o motorista da limusine”. “Durante a confusão, um homem agrediu o motorista da limusine com golpes na cabeça várias vezes.
O motorista parou o carro, saiu do veículo e chamou a polícia. O agressor deixou o local antes da chegada dos agentes”, complementou a nota.
O advogado de Justin Bieber, Howard Weitzman, emitiu um comunicado após a prisão afirmando que o cantor é inocente e que a acusação é uma infração leve.
A presença de Bieber, de 19 anos, em Toronto para se apresentar à polícia causou um caos na delegacia da 52ª Divisão da cidade. Dezenas de curiosos e veículos da imprensa esperaram por sua chegada na delegacia pouco depois das 19h30 locais (22h30 de Brasília).
Seguranças e policiais se esforçaram para tentar conter a multidão, enquanto Bieber saía de um veículo e entrava por uma porta lateral da delegacia, sem dizer uma única palavra e com a cabeça coberta por um boné.
Depois de duas horas no interior do distrito policial, Bieber utilizou uma saída alternativa do edifício para evitar os jornalistas que o esperavam do lado de fora.
Esta é a segunda vez em pouco mais de uma semana que Justin foi detido pela polícia. O cantor foi preso na semana passada em Miami, nos EUA, acusado de dirigir sob efeito de álcool e drogas, de resistir à prisão e de estar com a carteira de habilitação vencida.
Após ficar preso por várias horas, foi liberado com o pagamento de uma fiança de aproximadamente R$ 6 mil (US$ 2,5 mil). No início de janeiro, a casa do cantor na Califórnia foi revistada pela polícia após uma denúncia de um vizinho por vandalismo. Durante o procedimento policial, os agentes encontraram drogas na residência.
R7

Nenhum comentário: