sábado, 21 de março de 2015

Vice da CBF ri de nova lei e manda Dilma cuidar de ‘roubalheira dos tempos de Lula’

622_ee9a6d4a-1f71-3741-894a-4daa06b2e353
A Medida Provisória assinada por Dilma Rousseff nesta quinta-feira já começou a gerar polêmica. A principal reclamação de dirigentes e deputados é sobre o artigo quinto do texto do Governo, que tenta limitar os mandatos de federações e da CBF em no máximo uma reeleição (um total de oito anos no poder, portanto).
De um lado, há a alegação de se tratar de uma ação inconstitucional, já que a lei prevê total autonomia para as entidades do desporto. Do outro, no entanto, se argumenta que trata-se de uma regra facultativa: os clubes só vão aderir se quiserem o refinanciamento de dívidas fiscais com descontos e prazo estendido em até 240 meses.
De acordo com o texto atual, os times que entrarem no pacote só poderão disputar campeonatos organizados por associações que tenham em seu estatuto mandato de até quatro anos para seu presidente ou dirigente máximo e demais cargos eletivos, permitida uma única recondução. Ou seja, a CBF e as federações teriam de fazer adequações internas. A MP ainda vai passar pelo Congresso Nacional.
A reportagem entrou em contato com presidentes de federações, para ouvir opiniões sobre o tema. Muitos defenderam a necessidade da limitação dos mandatos, enquanto outros detonaram a medida proposta pela presidente Dilma Rousseff. Veja o que eles disseram.
Delfim Peixoto, presidente da federação de Santa Catarina há 30 anos e vice-presidente eleito da CBF para o próximo mandato:
Isso eu rio. Eu só posso rir. É uma intervenção. Não pode. Pediu o parcelamento, tem de pagar, só isso. Mas não é por causa disso que tem de se submeter a vontades do governo, ou de qualquer poder. Eles vão fazer isso para as grandes empresas?
O Bom Senso não tem nada de Bom Senso. No dinheiro deles, não quer que mexa. A Dilma quer fazer média no futebol. Ela está por baixo. Ela que cuide dos escândalos do governo dela. Ela que cuide da roubalheira dos tempos de Lula, do tempo dela. Ela tinha que se preocupar com isso.
Enquanto uma pessoa tem condição de dirigir uma entidade, essa pessoa tem o direito de ficar. Ela pode ficar enquanto queiram que ela fique. Agora, se ela fizer bandalheira como o governo está fazendo, tem de ser colocado para fora. Ou o governo quer me convencer de que não tem nada a ver com a roubalheira da Petrobrás? E de outras coisas?
Estou há 30 anos na presidência. E o futebol catarinense só cresceu nesse tempo todo. Eles acreditam no meu trabalho. Eu não vivo disso. Quem pode limitar o prazo de mandato são só as próprias entidades. É uma chantagem o que o governo está fazendo. É chantagem. Tenho certeza de que isso não vai passar.
A Dilma fala o tempo todo que fez muito pelo Brasil. Eu nunca fiz bandalheira da política. Eu fui vereador e deputado (16 anos), do MDB, da oposição, de 1970 a 1982. Também lutei contra a ditadura e fui torturado. Ela que não me venha com esses argumentos pra cima de mim. É um absurdo isso”.

Do ESPN 

Em discurso, Felipe Maia destaca cortes de investimento e índice negativo do governo Dilma

Felipe Maia discurso Foto de Rafael Carvalho
O pacote de ajuste fiscal anunciado pelo governo federal não poupou nem a área social. De acordo com o deputado federal Felipe Maia (DEM), em virtude dos equívocos cometidos na condução econômica do governo Dilma Rousseff, serão cortados R$ 111 bilhões. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, responsável pelo Bolsa Família, perderá R$ 3,1 bilhões. O Ministério das Cidades, que cuida do programa Minha Casa Minha Vida, terá perdas de R$ 7,3 bilhões. E a Saúde perderá R$ 6 bilhões este ano.
Inclusive, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) sofreu com a tesoura do Planalto e terá R$ 19 bilhões a menos para investir em 2015. “Diziam que a presidente Dilma era a mãe do PAC. Só se for madrasta ou mãe desnaturada, porque ela vai cortar recursos do programa responsável pela infraestrutura do nosso país. Isso significa menos obras para estradas, ferrovias, hidrelétrica, aeroportos e demais ações que fazem o Brasil crescer”, relatou o parlamentar, em discurso na tribuna da Câmara, nesta sexta-feira (20).
Felipe Maia destacou ainda o corte de R$ 14,5 bilhões que será feito na pasta da Educação, o que representa grande incoerência com o lema deste ano do governo federal: “pátria educadora”. As universidades federais começaram o ano com um corte de 30% no Orçamento. Programas como o Pronatec, Ciências sem Fronteiras, Fies, as bolsas concedidas pelo Capes foram prejudicados com os cortes. “É lamentável promover cortes no pilar fundamental para o futuro do país”, disse.
Manifestações
Felipe Maia citou a pesquisa Datafolha mais recente que mostrou a avaliação negativa do governo Dilma que chegou a 62%. Para contradizer o argumento governista de que os índices negativos da presidente da República são puxados pelas regiões Sul e Sudeste, o deputado mostrou que 75% do Centro-Oeste avaliaram o atual governo como ruim ou péssimo e no Nordeste o índice foi de 55%.
O parlamentar comentou que a insatisfação é de toda a população e que a prova disso foram os quase dois milhões de pessoas que ocuparam as ruas no último domingo, 15 de março. “O poder emana do povo e é para ele que deve ser exercido. O movimento não pode ser ignorado nem pelo Palácio do Planalto nem pelo Congresso Nacional. É preciso prestar atenção às vozes das ruas, porque o povo já deu o seu recado, e o recado foi a decepção da condução econômica do governo do PT”, disse.
Segurança Pública
O democrata também comentou sobre a falta de segurança no estado. “O Rio Grande do Norte foi destaque na mídia nacional esta semana por uma série de motins nos presídios. Fomos o terceiro estado do Nordeste a enfrentar uma onda de rebeliões no sistema prisional neste ano. A população do estado já alertou que a falta de segurança era o pior problema da capital em pesquisa recente. Cabe à Câmara dos Deputados e à Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Casa estender a sua mão para buscar soluções e fazer um diagnóstico dessa questão”, disse.
Felipe Maia destacou ainda que o Congresso deve ouvir as ruas no que se refere à redução da maioridade penal. “Devemos mergulhar e debater muitas vezes assuntos complexos e que dividem opiniões. O Brasil pede ao Congresso que se debruce sobre esta matéria, que não é a solução, mas pode representar algum avanço em relação a segurança pública”, pontuou
Assecom do Dep. Felipe Maia

Presidente da Femurn pede prorrogação de mandato para 2018

IMG_8320
A principal temática do discurso do presidente da Femurn, Francisco José Júnior, foi o pedido para prorrogação dos mandatos. A proposta define que os mandatos de prefeitos e vereadores se encerraria apenas em 2018 permitindo, com isso, uma eleição geral naquele ano.
“A prorrogação tem que ser já. O Brasil está em crise financeira. A prorrogação tem que ser agora, se não ela (a prorrogação) só ocorrerá em 2022”, disse Francisco José Júnior.
Ele fez o pedido para o ministro das Cidades Gilberto Kassab defender a prorrogação dos mandatos na bancada do PSD.
Do Política em Foco

sexta-feira, 20 de março de 2015

Lagoa de Velhos/RN: Obra da UBS entra na reta final com mais de 80% concluída


Com mais de 80% concluída, a obra da Unidade Básica de Saúde (UBS) entra em sua reta final. Lagoa de Velhos foi um dos 84 municípios potiguares contemplados pelo Ministério da Saúde para receber obras de construção, reforma e ampliação de UBS. A obra é avaliada pelo MS em R$ 408 mil.
O município optou por utilizar o projeto base elaborado pelo próprio Ministério da Saúde. Segundo o engenheiro responsável pela obra, Eugênio Pacelli, a unidade está bem avançada. “A UBS de Lagoa de Velhos é a mais adiantada da Região Potengi”, garantiu o engenheiro.
A UBS conta com sala de espera e recepção, consultórios médico, odontológico e de enfermagem, sala de inalação coletiva, estocagem e dispensação de medicamentos, sala de observação, sala de atividades coletivas, sala de vacinas, sala de curativos, sala de esterilização, expurgo, almoxarifado e sala de administração e gerência.

A nova UBS tem ainda área externa coberta para atividades, depósito de resíduos recicláveis, depósito de resíduos contaminados, depósito de resíduos comuns, banheiros para usuários e funcionários, além de área externa para embarque e desembarque de ambulâncias.

Dia de São José tem poucas chuvas no interior do RN

Se para o sertanejo a chuva no Dia de São José é sinal de um bom inverno, o dia 19 de março deste ano foi desanimador com poucas chuvas no Rio Grande do Norte. De acordo com o chefe de meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot, praticamente não houve registro de precipitações nos municípios potiguares.
O boletim meteorológico, com o apurado de chuva desta quinta-feira só será divulgado amanhã pela Emparn. A previsão do tempo é que o clima continue sem chuvas nos próximos dias e que só volte a chover no fim da próxima semana.
115791
A última reunião de Análise e Previsão Climática para o Norte do Nordeste do Brasil, realizada no fim de fevereiro, apontou um inverno normal ou abaixo da média histórica nos meses de março, abril e maio. O prognóstico anterior, divulgado em janeiro, era de que o inverno no semiárido fosse com chuvas abaixo do normal, piorando a situação de seca.
Mesmo com a melhora nas previsões, não foi possível prever se os reservatórios de água do estado terão um aumento do nível. “Tivemos três anos de seca e não vai ser em um ano que o lençol freático e os reservatórios vão recuperar sua capacidade. A reposição é muito lenta. Vão ser necessários de três a quatro anos de período chuvoso normal”, disse o professor de Meteorologia e Climatologia da Universidade Federal Rural do semiárido, José Spínola Sobrinho após a reunião.
Dia de São José
Pela tradição católica, o dia dedicado a São José, padrasto de Jesus, pode ser um divisor de águas para a confiança dos agricultores. Acredita-se que, se chover, o ano será bom para o plantio e colheita.
Padroeiro de pelo menos seis municípios do Rio Grande do Norte, o ponto alto das comemorações ocorre em Angicos, onde uma extensa programação religiosa reúne fiéis.
Da Tribuna do Norte

Prefeito de Garanhuns garante: não existe nenhuma estátua de Lula na cidade

20150319122353333250u
Imagem, que circula nas redes sociais WhatsApp e Facebook, seria de uma suposta matéria em que o prefeito teria assumido ordem de derrubada de uma estátua de Lula em Garanhuns. Na verdade, ela nem existe.
Em meio às denúncias da Lava-Jato, até mesmo os aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff, ambos petistas, estão sendo vítima de montagens e brincadeiras na internet.
O prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), lamentou o boato espalhado no Whatsapp e no Facebook, em que um trator aparece derrubando uma estátua de Lula, supostamente construída na cidade onde o petista nasceu, no Agreste do estado. A imagem vem com uma matéria montada, como se fosse da revista Veja, e traz uma frase que o prefeito nunca disse. Izaías terminou rindo ao falar do assunto.
Segundo o gestor, em Garanhuns, apesar de ser terra natal de Lula, não há esse tipo de monumento por lá. O prefeito ressaltou sua lealdade a Armando Monteiro Neto, que é ministro do Desenvolvimento Econômico da presidente Dilma Rousseff (PT). “Isso não procede”, disse Izaías.
A prefeitura da cidade divulgou uma nota oficial repudiando o ocorrido. Confira:
19 de março de 2015
O Governo Municipal de Garanhuns repudia a imagem, bem como a informação que está circulando nas redes sociais de que o Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, teria mandado derrubar uma estátua do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que segundo o falso post, existiria em Garanhuns – PE, terra natal do político. O mesmo post , atribuído falsamente à Revista Veja, publicação da Editora Abril, ainda utiliza-se de palavras de baixo calão, como sendo de autoria do gestor.
O Governo Municipal de Garanhuns informa oficialmente que não há nenhuma estátua do ex-presidente Lula no município. E evidencia o respeito que tem pelo ex-presidente, bem como a qualquer outra autoridade do nosso País, Estado e Município. O Governo ainda lamenta o mau uso que algumas pessoas fazem de um instrumento tão importante como a internet, e por meio dela as redes sociais, para ações desrespeitosas e preconceituosas.
Do Diário de Pernambuco

quinta-feira, 19 de março de 2015

Forças policiais retomam controle do maior presídio do RN

alcacuz_2
Do G1/RN.
Na manhã desta quinta-feira (19), policiais militares do Rio Grande do Norte e da Força Nacional entraram em Alcaçuz para a realização de uma vistoria. O objetivo e garantir que não há mais barras de ferro ou armas improvisadas em poder dos detentos. O resultado das buscas ainda não foi divulgado.
As imagens também mostram os estragos nos quatro pavilhões de Alcaçuz. Grades foram arrancadas e partes de paredes foram derrubadas. “As celas estão inabitáveis”, afirmou Leonardo Freire, coordenador da Administração Penitenciária (Coape). “Tudo de irregular está sendo retirado. Ao mesmo tempo, estamos analisando a possibilidade de algumas transferências para que possamos começar a reconstrução”, acrescentou. A Coape é responsável pela reconstrução, transferências e a administração do local.
Confira as imagens, CLIQUE AQUI.

Comando Geral da PM nega transferência do tenente Styvenson para o Interior do RN

tyi67i6-1024x681
Depois de ficar um tempo longe dos “holofotes”, o tenente PM Styvenson Valentim, responsável pela Lei Seca no Rio Grande do Norte, voltou a ser assunto esta semana. O motivo foi a informação do colunista mossoroense César Santos, destacando que ele estava sendo transferido para Pau dos Ferros, na região do Alto Oeste potiguar. Entretanto, a notícia foi negada na manhã desta quinta-feira, pelo Comando Geral da Polícia Militar.
De acordo com o comandante geral da PM do Estado, coronel Ângelo Dantas, em nenhum momento isso foi discutido. “Pela PM não existiu nenhuma mudança. O tenente Styvenson segue cedido ao Detran e no comando da Lei Seca. Da nossa parte não existe nada em relação à transferência dele”.
Além disso, Ângelo também explicou que não existe qualquer restrição ao tempo que o tenente poderá ficar no comando da Lei Seca e cedido para o órgão estadual. Na nota em que aparece o título de “Sem Bafômetro”, o colunista disse que recebeu a “informação que o tenente PM Styvenson Valentim, que ganhou fama por fazer cumprir a Lei Seca em Natal, foi transferido para a cidade de Pau dos Ferros”. O JH tentou contato com Styvenson para saber da situação, mas o telefone permanecia desligado.
Não é a primeira vez que a transferência do tenente Styvenson é especulada. Durante o carnaval deste ano, por exemplo, as redes sociais ficaram lotadas de “informações” que davam conta de que o tenente tinha deixa a Lei Seca e ido para a Polícia Ambiental. Na época, o próprio oficial brincou com a situação. “Desde que eu estou na Lei Seca eu já fui “transferido” para vários lugares. Mas eu continuo no mesmo lugar. Sei que o meu trabalho incomodando muita gente”.
Em uma outra entrevista, Styvenson admitiu que não gosta de trabalhar no trânsito. “Eu comecei no trânsito em 2009 e fui obrigado a ir trabalhar neste setor. Na verdade eu detesto trânsito. Realmente não gosto do serviço. As pessoas não lembram, mas tem um monte de filmagem minha, a partir de 2005, que foi quando fui para rua (começou em 2003 na polícia). Eu aspirante, prendendo traficantes, apreendendo armas, prendendo quadrilha. E não era um, dois ou três não. Era toda semana. O que faço hoje na Lei Seca, eu fazia prendendo vagabundo. Se eu pudesse escolher, eu estava na rua. Mas eu estou cumprindo a missão que me foi dada”.
Do Jornal de Hoje.

Sexta-feira será marcada por evento triplo: equinócio, eclipse e superlua

30abr2014---um-eclipse-solar-foi-visto-da-divisao-australiana-da-estacao-casey-em-vincennes-bay-na-antartida-na-terca-feira-29-a-foto-foi-divulgada-nesta-quarta-feira-30-este-foi-um-dos-dois-1398863860827_615x3
Para os apaixonados em fenômenos celestes, esta sexta-feira (20) será cheia de eventos. Além do equinócio, quando o Sol cruza diretamente a Linha do Equador e a noite e o dia têm exatamente a mesma duração (12 horas), a data terá um raro eclipse total do Sol, o único do ano, e uma superlua.
O equinócio, que marca o início do outono no hemisfério Sul e da primavera, no Norte, ocorrerá oficialmente às 22h45 GMT (19h45 de Brasília).
A boa notícia para os admiradores dos astros, porém, vem acompanhada por outras desanimadoras.
Somente quem estiver em regiões remotas do hemisfério Norte, como Groenlândia, e do oceano Ártico poderá ver o eclipse total do Sol. Um eclipse parcial será visto da Europa e de áreas do norte da África e Ásia.
Já a superlua, que poderá ser vista em diversas regiões do globo, não será tão impactante. A data coincide com o início da lua nova, e o fenômeno é mais fácil de ser observado quando há lua cheia. Mas no dia 29 de agosto deve ocorrer uma superlua cheia, então aguarde.
Para quem vive no hemisfério Norte e quiser tentar observar o Sol – ou uma pontinha dele – sumindo por trás da Lua, o eclipse começa às 7h41 GMT (hora de Greenwich, na Inglaterra; 4h41 em Brasília), atinge o seu pico às 9h45 GMT (6h45 em Brasília) e termina por volta das 11h50 GMT (8h50 em Brasília). Nas ilhas Faroé, que ficam entre a Islândia e a Noruega, o evento terá a sua maior duração, com cobertura total do Sol pela Lua de 2 minutos e 4 segundos
Entenda
O eclipse total ocorre quando a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol, lançando uma sombra lunar sobre a superfície da Terra. O evento é raro, porque ocorre uma vez a cada três séculos para cada localização geográfica.
Já a superlua acontece quando a Lua alcança o perigeu, ponto em que ela fica mais próxima da Terra devido a sua órbita elíptica, e, por isso, parece muito maior.
Do Uol Ciências.

Cristiane pede celeridade no processo de convocação dos 824 concursados da PM

al457e625d-4ceb-4207-88a0-da9367bd7cb6blogtangaraense
O debate em torno da convocação dos 824 aprovados no último concurso público promovido pela Polícia Militar toma conta do plenário da Assembleia Legislativa. Na sessão desta quinta-feira (19), a deputada Cristiane Dantas (PCdoB) chamou a atenção para a publicização do resultado dos exames de saúde da categoria.
“Faço um apelo ao Governo do Estado para que dê celeridade e publique o resultado dos exames de saúde dos 824 aprovados no concurso da Polícia Militar possibilitando o avanço deles para a próxima etapa que é o curso de formação”, pede Cristiane Dantas.
Os exames foram realizados em janeiro de 2015 e a categoria aguarda o resultado para iniciar o curso de formação, que tem duração de seis meses. De acordo com o deputado Fernando Mineiro (PT), líder do Governo do Estado na Assembleia, a expectativa é que o resultado seja divulgado até o próximo dia 30 de março. A deputada Márcia Maia (PSB) também participou do debate.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Lagoa de Velhos/RN: Onda de insegurança toma conta do município

O município de Lagoa de Velhos está passando por dias de terror e medo, em relação a falta de segurança para seus munícipes, só neste final de semana foram registrados aproximadamente 10 assaltos em nosso município entre o sábado e o domingo, segundo relatos de populares.
Ações foram praticadas por meliantes em diversos pontos da cidade, o caso mais grave aconteceu na comunidade do Arapuá, onde um cidadão teve sua casa invadida por bandidos que levaram uma moto e uma certa quantia em dinheiro, comenta-se que os meliantes chegaram a atirar dentro da residência.
Essa situação deve ser contornada o mais rápido possível, a paz precisa voltar a reinar em nosso município.

Mineiro chama manifestantes do dia 15 de manipulados e neogolpistas

mineiromineiro2Reprodução: Facebook deputado Mineiro

Presidente Dilma usa Facebook para “se defender” de manifestações



A presidente Dilma Rousseff está usando sua conta oficial no Facebook para mostrar ações positivas de seu governo, como uma “resposta” aos protestos que acontecem desde o início do dia em todo o país.
Foram postadas cinco fotos na página da presidente mostrando o que foi feito nas áreas de emprego, saúde, moradia, transportes e inclusão. Todas as imagens têm o slogan: É isso que eu defendo.
A primeira postagem da presidente aconteceu às 9h30 quando os manifestantes já estavam se concentrando em Brasília e em outras capitais do país. Nesta foto, está escrito que 5,2 milhões de empregos formais foram criados.
A última postagem de Dilma aconteceu às 16h e mostra que 22,2 milhões de brasileiros saíram da extrema pobreza. Nas mensagens, Dilma também cita os programas Mais Médicos e Minha Casa e Minha Vida. Em outro post, a presidente diz que R$ 151 bilhões foram investidos em mobilidade urbana.
Em cada publicação, pessoas postam comentários em protesto contra a presidente, alguns xingando, outros escrevendo sobre os problemas do País e outros defendendo Dilma.
Ontem, a presidente também postou uma foto pedindo paz e dizendo que é a favor da democracia. “Espero que amanhã o Brasil prove a sua maturidade democrática”, escreveu ontem a presidente em sua página no Facebook.
Atos contra o governo Dilma Rousseff ocorreram em 18 estados e no Distrito Federal durante este domingo, reunindo ao menos um milhão e meio de pessoas.

TERRA

Felipe Maia e Rogério Marinho participam da movimentação em Natal

As assessorias de Felipe Maia e Rogério Marinho destacam a participação dos deputados na movimentação de Natal.

Felipe Maia
FELIPE MAIA

Milhões de brasileiros foram às ruas no domingo (15) para protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Na capital potiguar, segundo números da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, aproximadamente 12 mil pessoas participaram da manifestação. Os manifestantes seguiram pela Avenida Salgado Filho, partindo do Midway Mal até o cruzamento com a Miguel Castro.
O deputado federal Felipe Maia também participou da movimentação. “Vim prestigiar o movimento como cidadão e não como parlamentar. Sou mais um brasileiro que está insatisfeito com a falta de serviços de qualidade, a alta inflação e a insegurança jurídica no país”, comentou o deputado.

ROGÉRIO MARINHO
Uma multidão foi às ruas de Natal para protestar neste domingo (15) contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), atendendo a convocação feita pelas mídias sociais. O movimento se repetiu em todas as capitais do país e outras dezenas de cidades brasileiras. No RN, Mossoró também realizou a sua manifestação. Na capital potiguar, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB) participou do protesto, realizado nas Avenidas Hermes da Fonseca e Salgado Filho, nos arredores do Midway Mall.
Rogério Marinho
Acompanhado da família, o parlamentar enfatizou que estava no movimento para manifestar sua crítica a forma como o país está sendo conduzido pela presidente Dilma Rousseff e para mostrar sua insatisfação com a corrupção no governo federal. “Basta de corrupção e desgoverno. Estou aqui como cidadão para protestar contra essa dura realidade a que o povo brasileiro está submetido. Estamos diante de uma crise ética, moral e econômica. É o pior dos mundos”, disse Rogério Marinho.

Segundo a estimativa da organização do evento, mais de 20 mil pessoas participaram do ato em Natal. Já na capital do Oeste, Mossoró, cerca de 2 mil manifestantes foram às ruas. Já conforme os números da Secretaria Estadual de Segurança Pública, o protesto reuniu cerca de 12 mil natalenses e mil mossoroenses. Não foram registradas ocorrências policiais durante os eventos.



Blog do BG

O asfalto ferveu, mas a ficha de Dilma não caiu


Por Josias de Souza

O asfalto ferveu neste domingo. A ebulição fez lembrar junho de 2013. Com uma diferença: o inconformismo não é mais difuso. Dessa vez, quem está na alça de mira é Dilma Rousseff. Se tivesse sobrado algum bom-senso à presidente, ela se armaria rapidamente de humildade. Mas a ficha de Dilma .—pasmo (!), surpresa (!!), estupefação (!!!)— ainda não caiu.
Coube aos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Miguel Rossetto (Secretaria-Geral da Presidência) expressar as opiniões de Dilma. Em essência, os ministros informaram que a presidente não cogita alterar o rumo de sua gestão. Ela tampouco considera a hipótese de entregar à plateia uma autocrítica.
Durante a entrevista, o ministro Cardozo chegou mesmo a tropeçar no óbvio. Disse discordar da tese de que o ronco das praças revela a debilidade do governo. “Não considero que nosso governo esteja fragilizado”, ele enfatizou. Transmitido ao vivo, o lero-lero dos ministros foi recepcionado com um novo e constrangedor panelaço.
A grande novidade anunciada pelo governo é uma inutilidade prometida por Dilma na campanha presidencial: um pacote de projetos de lei anticorrupção. De resto, os ministros reafirmaram o teor do último pronunciamento de Dilma —aquele discurso aguado que despertara a ira das panelas no domingo passado.
O governo continua se achando ótimo. A crise econômica vem de fora. O arrocho fiscal é necessário e trará o crescimento de volta já no segundo semestre de 2015. Dilma não tolera a corrupção. E a Petrobras só está sendo varejada porque Lula e Dilma viraram a página daquele Brasil tucano que engavetava investigações. De resto, a solução definitiva só virá depois que for aprovada uma reforma política que acabe com o financiamento privado das campanhas.
Munidos de todas as informações, os ministros que Dilma enviou à boca do palco tiraram suas próprias confusões. Cardozo declarou que Dilma governa para “200 milhões de brasileiros” e deseja dialogar com todos.
Para Rossetto, os brasileiros que foram às ruas neste domingo são os eleitores de Aécio Neves. E o governo deve “ampliar o diálogo” sobre as medidas de ajuste fiscal especialmente com os manifestantes que foram às ruas na sexta-feira, sob o comando de entidades como CUT, MST e UNE.
Nesse diapasão, Dilma corre o risco de se tornar uma presidente irrisória, condenada a passar os próximos quatro anos aturando uma trilha sonora que mistura o som gutural das vaias e o ruído estridente das panelas. A presidente talvez devesse escutar seu instinto de sobrevivência.