sexta-feira, 7 de março de 2014

Luiz Almir chama ex-prefeito de Macau de “bêbado” e “moleque” por briga com Barão

barao-flavioO ex-prefeito de Macau, Flávio Veras, já até pediu desculpas, contudo, o ato dele durante o carnaval da “Terra do Sal”, ao tentar expulsar do trio elétrico da banda Grafith o campeão potiguar do UFC, Renan Barão, continua rendendo críticas. Na manhã de hoje, o vereador de Natal, Luiz Almir, do PV, usou o programa dele na rádio 96 FM para criticar a atitude do ex-gestor municipal e o chamou de “moleque” pelo acontecido. “Numa cidade pacata como Macau, o maior moleque foi o ex-prefeito Flávio Veras”, afirmou Luiz Almir.
Para quem não ficou sabendo, a confusão entre Flávio Veras e o lutador Renan Barão aconteceu no domingo de carnaval. Barão, que cobra cachê de alguns milhares de reais para ir a eventos públicos e fazer publicidade, foi gratuitamente para a festa em Macau, por gostar da cidade e ter sido convidado pela banda Grafith, parceira dele há algum tempo. Contudo, o ex-prefeito pareceu não ter se dado conta do poder de repercussão do lutador campeão mundial e, quando Barão subiu no trio do Grafith, pelo simples fato de não ter a camisa do carnaval custeado pela Prefeitura (ou seja, com recursos públicos), tentou expulsa-lo aos gritos.
Flávio Veras “só vive bêbado”, afirmou Luiz Almir durante o programa de rádio. “Não pode mais ser candidato, porque já responde a processo, aí botou um funcionário de uma loja dele para ser candidato, mas quem manda em Macau é ele”, acrescentou o vereador de Natal, contando, com as palavras dele, como foi a confusão entre lutador e ex-prefeito.
Jornal de Hoje

Nenhum comentário: