terça-feira, 17 de junho de 2014

VÍDEO: Perseguição, tiros e acidente em Tirol


Segunda-feira 16 de junho, um dia normal que estava acontecendo à missa de 7º dia da avó da minha esposa na Igreja Santa Terezinha, Padre Lucas conduzia com brilhantismo esse momento de fé, saudades e lembranças de quem partiu quando já se aproximava do fim da celebração acontecem três explosões fortes, lembrou transformadores de rede elétrica explodindo, pum…. pum… e pum…
Como já conheço, vi que não eram tiros, ou eram fogos grandes ou um próprio transformador que tinha estourado, mas também notei que a energia estava funcionando, foi quando começaram vários disparos de armas de fogo, eram muitos disparos e as pessoas na igreja começaram todas se jogarem no chão e outras tiveram a iniciativa de sair fechando as portas e janelas, e os disparos de bala não paravam e monsenhor Lucas numa tentativa de acalmar as pessoas continuou a missa, o que não foi possível, logo depois ele fez um pequeno intervalo e pediu que todos se acalmassem e fizessem orações.
No meu instinto de cobrir o que acontecia, sai da igreja quando pararam os disparos, vi quando um policial gritava, não se mexam, não se mexam, e os tiros voltaram…. foram mais uns quatro ou cinco, eu voltei para dentro da igreja mas tive noção do estrago na rua, entre os carros amassados estava o da minha esposa.
Quando voltei para dentro da igreja, vi cena de filme, todas as pessoas deitadas, sentadas e aflitas tentando se esconder, deu tempo olhar para a cara de algumas, uma aflição terrível, meus filhos de dez e cinco anos, não entendia o que acontecia e um estava debaixo do banco da igreja, vi que tinha parado novamente os tiros e voltei a abrir a porta e caminhei até a esquina da Rodrigues Alves com Apodi, muita gente chegando, as pessoas nos prédios todas com as cabeças nas varandas, e os bandidos no chão, com os policias em posição de ataque, começou a chegar os reforços.
Vi o estrago no carro da minha esposa e corri em direção ao policial, ele pediu para eu me afastar e falei que era do blog e proprietário de um dos veículos afetados, e perguntei, o que aconteceu?
Batida1
Ele responde: “esses quatros elementos empreenderam fuga, nesse carro roubado após verificarmos que existia um QTR com essa placa e simplesmente entraram em alta velocidade na contramão aqui nessa rua trocando bala com a gente, podiam ter matado um de nós, mas graças a Deus estamos AQUI fazendo nosso serviço e eles estão detidos”
As pessoas chegavam e diziam: “atiram, atiram, matam esses FDP”, eu via sangue nas palavras das pessoas, ira, pedindo para a Polícia fazer justiça ali mesmo, foram chegando mais guarnições e vi que dois estavam feridos e dois pareciam que não tinha acontecido nada.
BatidaRESUMO: Quatro elementos empreenderam fuga, parece que do baldo, entraram simplesmente na Apodi na contramão, perderam a direção do veiculo, subiram à calçada, bateram numa coluna de concreto, em uma moto que foi parar a 5 metros do local, num HB 20 estacionado de uma das pessoas que se encontrava na missa, esse HB20 andou de ré com o freio de mão puxado e marcha engatada 20 metros de ré atravessando a Apodi de um lado para o outro e acertou o carro da minha esposa em cheio, vários tiros trocados e por milagre, não morreu as pessoas que estavam dentro de uma loja de empada no centro dessa ocorrência e ninguém que estava nas proximidades. Uma Natal que infelizmente esse tipo de acontecimento virou normal, estou apenas relatando para mostrar, que o que era excepcional, raro, virou comum na nossa cidade, INFELIZMENTE.
O Vídeo foi cedido e as fotos é desse blog

Fonte: Blog do BG

Nenhum comentário: