sexta-feira, 18 de julho de 2014

“LISOS”: Argentinos foram os que menos gastaram na copa no Brasil

Os argentinos, embora tenham ficado no Brasil até o fim da Copa do Mundo, foram os estrangeiros que menos gastaram durante o torneio. O ticket médio (valor gasto por compra) desembolsado pelos hermanos foi de R$ 127. Os dados estão em levantamento da empresa de cartões Cielo, que considerou todo o volume gasto por estrangeiros no país entre 12 de junho e 8 de julho.
Os holandeses ficaram no primeiro lugar no ranking de gastos. Eles desembolsaram R$ 446 em cada compra, de acordo com o levantamento. Logo atrás deles estão outros europeus: os suíços gastaram, na média, R$ 416 por compra no comércio brasileiro. Na outra ponta da lista, os precocemente eliminados espanhóis, e que quase dividiram a lanterna com o argentinos, gastaram R$ 174 em cada compra feita no Brasil.
A argentina Guiyermina Fernandez, que veio ao Brasil para acompanhar os jogos de seu país pelos telões da Fan Fest, espaços montados pela Fifa em áreas públicas, era um dos exemplos de turistas que não estavam dispostos a gastar. Ela chegou ao Brasil de van, acompanhada de outros três amigos. A primeira cidade visitada foi São Paulo no dia 1º de julho, onde os quatro assistiram o jogo da Argentina contra a Suíça. Juntos, eles tinham R$ 300 para gastar por dia até o fim da Copa.
— Chegamos e gastamos R$ 6 cada um para comer pastel. Estamos aqui sem tomar cerveja porque a lata custa outros R$ 6. É melhor guardar e comer outro pastel no fim da partida — disse ela, que estava na Fan Fest, no Vale do Anhangabaú, afirmando que valia o esforço “para ver a Argentina jogar”.
MENOS GASTOS NA COPA
O levantamento mostra que curiosamente o gasto médio de todos os estrangeiros em cada compra caiu 7,2% durante a Copa na comparação com os cinco primeiros meses do ano. De acordo com a Cielo, os turistas que visitaram o país de janeiro a maio gastaram R$ 260 por compra em média, enquanto o ticket médio durante o tornei foi de R$ 241.
— A queda está diretamente relacionada ao foco dos gastos. Bares e Restaurantes, setor em que tradicionalmente o ticket médio é menor, foi o que mais concentrou gastos de estrangeiros durante a Copa do Mundo, representando 38 de cada 100 compras feitas no país — explicou Gabriel Mariotto, gerente da área de Inteligência da Cielo.
Desembolso dos estrangeiros na Copa (por compra)
Holanda R$ 446
Suíça R$ 416
Rússia R$ 386
Coreia do Sul R$ 321
Reino Unido R$ 315
Alemanha R$ 308
Bélgica R$ 288
Austrália R$ 287
Uruguai R$ 282
França R$ 267
Colômbia R$ 262
Japão R$ 248
Equador R$ 245
Chile R$ 237
Portugal R$ 217
México R$ 213
Itália R$ 207
Estados Unidos R$ 198
Espanha R$ 174
Argentina R$ 127

O Globo

Nenhum comentário: