terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS – Aumento dos preços dos combustíveis: a culpa é de quem?


O Escândalo da Operação Lavajato está há meses no ar. Com capítulos diários de uma novela chamada corrupção.
Uma novela em que não há mocinhos. Só vilões.
Tem doleiros, diretores indicados por partidos políticos, políticos, executivos de empreiteiras, e muita obra superfaturada.
A princípio, pensou-se que o rombo era de milhões de dólares, mas já passa, de longe, da casa dos bilhões.
A quadrilha que se apossou da Petrobras e de suas obras drenou dinheiro suficiente para quebrar qualquer empresa. Mas a Petrobras é quem controla e determina o preço, preço e o preço dos seus produtos. Determina até o preço adotado por suas concorrentes.
As ações da empresa despencaram, a ação hoje vale menos que uma pacote de camisinha, os acionistas perderam muito dinheiro e o consumidor brasileiro continua pagando muito alto pelos combustíveis.
O escândalo da Lavajato não foi suficiente, no entanto, para que milhões de prejudicados saíssem às ruas para protestar.
Nem mesmo o antes sempre vigilante Sindicato dos Petroleiros.
Agora, na tentativa de tapar o rombo das contas públicas e para disfarçar o rombo bilionário no caixa da Petrobras, o Governo Federal aumenta os impostos que incidem sobre preços dos combustíveis. Aumenta sem pena, aumentar “pra torar”.
Agora, nas redes sociais, tem muita gente reclamando e protestando. Não contra os que patrocinaram o Escândalo da Lavajato nem contra o Governo Federal. Ninguém foi a rua para protestar contra a Petrobras e “mãe Dilma” pelo assalto nos nossos bolsos.
O protesto e a ira são contra os donos de postos de combustíveis.
Como se eles fossem os culpados pelo aumento dos preços, pelos roubos e pelos impostos.
No Brasil, empreender, pagar imposto e gerar emprego tá virando crime, roubar e usurpar não, está ficando normal. O Brasil vei…
Pode isso, Arnaldo?



Blog do BG

Nenhum comentário: