quarta-feira, 10 de junho de 2015

Empresas de Lula receberam R$ 4,53 milhões da Camargo Corrêa

alx_luis-inacio-lula-da-silva-20150330-0002-ale_original
Da Revista Veja.
Duas empresas vinculadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberam, entre 2011 e 2013, 4,53 milhões de reais da empreiteira Camargo Corrêa, gigante da construção e um dos alvos da Operação Lava Jato, que desmantelou uma quadrilha que atuava sangrando os cofres da Petrobras. Laudo da Polícia Federal registra que a empreiteira pagou três parcelas de 1 milhão de reais cada ao Instituto Lula entre dezembro de 2011 e dezembro de 2013 e mais 1,527 milhão de reais para a LILS Palestras Eventos e Publicidade, também do petista, entre setembro de 2011 e julho de 2013.
É a ​primeira vez que os negócios do ex-presidente Lula com a Camargo Corrêa aparecem nos autos da Operação Lava Jato, após um amplo levantamento da Polícia Federal sobre as finanças da construtora. Dois executivos da companhia, Dalton Avancini e Eduardo Leite, já aceitaram fazer acordos de delação premiada e confirmaram que foram pagos pela empreiteira, ao longo de seis anos, 110 milhões de reais em propinas na Petrobras para os ex-diretores de Serviços, Renato Duque, e de Abastecimento, Paulo Roberto Costa. Em sua delação premiada, Eduardo Leite afirmou que “entre 2007 e 2012 a construtora pagou 110 milhões de reais em propinas, sendo 63 milhões de reais para a Diretoria de Serviços e 47 milhões de reais para a Diretoria de Abastecimento”.

Nenhum comentário: