quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Ministro do Turismo é destaque num dos principais veículos de comunicação dos EUA

20.10.2015 03. Artigo Huffington Post
Um dos mais influentes meios de comunicação dos Estados Unidos, o Huffington Post, com alcance estimado em 33,6 milhões de pessoas por mês, abriu espaço na editoria mundo para um artigo do ministro do Turismo do Brasil, Henrique Eduardo Alves. O texto destaca a transformação em curso por conta dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 e convida os norte-americanos a participarem da próxima edição do principal evento esportivo do mundo.
O ministro informa no artigo que a isenção unilateral de vistos para os moradores dos Estados Unidos em caráter excepcional no ano olímpico foi aprovada na Câmara dos Deputados. “Estamos comprometidos a fortalecer o nosso relacionamento com os americanos. Excepcionalmente, o Brasil poderá (de forma unilateral) suspender a necessidade de vistos de estrangeiros que venham ao país até 18 de setembro de 2016”, afirma Henrique Eduardo Alves.
Historicamente os habitantes dos EUA são os turistas que mais gastam no Brasil. Na última Pesquisa de Demanda Internacional, do Ministério do Turismo com a Fipe, foi registrado um gasto médio dos norte-americanos de US$ 1.432,3, 26,6% a mais que a média dos demais turistas estrangeiros. Em 2014, o país foi o segundo maior emissor de viajantes para o Brasil, atrás apenas da Argentina. Mais de 656 mil norte-americanos desembarcaram no Brasil, o equivalente a pouco mais de 10% dos 6,43 milhões visitantes internacionais que estiveram no país no mesmo ano.
Os Jogos Olímpicos são apontados como o ápice de um calendário de megaeventos com distintos perfis que o Brasil se propôs a sediar. O texto cita a Rio+20, com chefes de nações de todos os continentes; Jornada Mundial da Juventude (JMJ), primeiro evento público do Papa Francisco; Copa das Confederações e Copa do Mundo. No encontro religioso e no mundial de futebol, mais de 90% dos visitantes internacionais manifestaram interesse em voltar ao Brasil.

Nenhum comentário: