terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Após vários boatos, hospital confirma morte do criminoso Rivotril

O jovem Isaac Heleno, de 28 anos, que ganhou fama nos últimos meses, após se tornar nome constante no noticiário policial, morreu na manhã desta terça-feira (18). Rivotril, como era mais conhecido, era apontado como autor de vários crimes em Mãe Luiza e tinha sido preso no dia 10 deste mês. Durante a ação, ele foi baleado e, desde então, estava internado.
Apesar ter dado entrada no hospital relativamente bem, Rivotril teve o quadro de saúde agravado após pegar uma infecção. Com isso, ele foi internado em uma UTI e ficou durante vários dias. Ao longo desse período, várias vezes surgiram boatos nas redes sociais de que Isaac Heleno havia morrido.
No entanto, na manhã desta terça-feira, a informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Walfredo Gurgel, onde o jovem estava internado. Isaac Heleno respondia há vários processos criminais, inclusive por homicídios. Nos últimos meses, ele ficou conhecido como o terror de Mãe Luiza e fez a cúpula da Segurança Pública organizar várias operações para prendê-lo.
 
Confira nota do HWG:

O paciente Isaac Heleno da Cruz, também conhecido pelo apelido de “Rivotril”, teve óbito confirmado pela equipe de plantão do Centro de Recuperação Pós-operatório (CRO) do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), nesta terça-feira, às 11h30. Internado desde o último dia 10, Isaac foi socorrido no Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) em razão de um ferimento por arma de fogo que destruiu parte de seu intestino.

Submetido a uma primeira cirurgia, que durou seis horas, o paciente ainda chegou a ser internado em uma enfermaria do quarto andar do hospital. Acometido por uma fasciite (decorrente do ferimento causado pela perfuração do projétil na parede abdominal) o que causou uma peritonite grave e destruição residual intensa, ainda na sexta-feira, o paciente foi submetido a uma nova cirurgia para limpar o abdome, sendo em seguida transferido para o CRO, onde permaneceu até esta terça-feira. Durante todo o período em que permaneceu no Centro de Recuperação seu estado de saúde se manteve gravíssimo.
Devido a natureza do ferimento que levou a internação do paciente (arma de fogo), o corpo agora segue para o Instituto Técnico de Polícia (ITEP) para necropsia e emissão do laudo da causa mortis.

Fonte: Portal BO

Nenhum comentário: