sábado, 14 de junho de 2014

Cientista acusa Fifa de cortar exibição de paraplégico na Copa

Um dia após o pontapé inicial simbólico da Copa do Mundo, dado por um paraplégico utilizando uma veste robótica, o líder do projeto de desenvolvimento do exoesqueleto, o neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, acusou a Fifa de ter impedido que a demonstração do projeto Andar de Novo fosse transmitida na íntegra.A informação é da Folha de São Paulo.
O neurocientista utilizou seu perfil no Twitter para responder a críticos, agradecer a apoiadores e anunciar que os objetivos do projeto foram cumpridos: “O que foi prometido, foi entregue. Depois de 17 meses de trabalho insano, a missão foi cumprida integralmente”, escreveu. Afirmou ainda que a responsabilidade pela transmissão era toda da Fifa.A exibição do chute na televisão, durante a cerimônia de abertura, durou cerca de três segundos.
pontape folha

Fonte: Robson Pires

Nenhum comentário: