sábado, 28 de junho de 2014

Em discurso longo, Henrique diz que na sua campanha não vai falar mal de ninguém

20140628-012336-5016505.jpg
Foto Márlio Forte
Candidato a governador, depois de 11 mandatos consecutivos de deputado federal, sempre pelo MDB-PMDB, o presidente da Câmara, Henrique Alves, fez um discurso longo na convenção desta sexta-feira, que homologou a chapa puxada por ele, tendo o deputado João Maia como vice e a ex-governadora Wilma de Faria como senadora.
Bem longo mesmo.
Mas, marcado pela declaração do candidato, afirmando que, na campanha, não vai falar mal de ninguém.
Campanha sem retrovisor.
“O passado é aprendizado e cicatrizes que o corpo deve ter pelas lutas, mas nenhuma cicatriz na alma que está aberta de amor ao povo do Rio Grande do Norte. Como jovem, tive que aprender a conviver com a violência da ditadura. Resisti. Alegrias e tristezas, medos e coragens. Hoje meu maior desafio, minha maior saudade, meu maior compromisso. Tenho orgulho da minha vida pública", justificou Henrique
“Os deputados federais sabem que o Henrique que mereceu os votos para ser presidente da Câmara é o mesmo que está aqui lutando para ser governador. Eles não ouviram de mim nada ofensivo, pois só fala mal dos outros aquele que não tem coisa boa para falar de si mesmo", disse Henrique, agradecendo aos aliados e adversários que votaram nele para presidente da Câmara.
Adversário, só para lembrar, o deputado Betinho Rosado, hoje no palanque vizinho. Mas Henrique agradeceu nominalmente a ele.

Por Thaisa Galvão

Nenhum comentário: