quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Prefeitos do RN estão em Brasília reivindicando recursos e atenção aos municípios

Presidente da FEMURN, Francisco José Jr, e prefeitos do RN participam de mobilização nacional em Brasília
Acompanhado de mais de 500 prefeitos de todo o Brasil e de 20 prefeitos potiguares, o presidente da FEMURN – Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, prefeito de Mossoró Francisco José Junior, está participando hoje da Mobilização Municipalista Permanente, em Brasília, com objetivo de conquistar mais recursos e leis para o fortalecimento dos municípios, que atravessam grave crise econômica. Um dos pleitos é a urgência nas matérias que promovam mudanças no pacto federativo, ampliando a receita das cidades.
“As pessoas vivem nas cidades. Não há país desenvolvido sem municípios desenvolvidos. Entendemos a crise pela qual o Brasil atravessa, mas a população cobra das Prefeituras. Estas precisam de maior atenção e mais recursos para atender a demanda crescente”, destacou Francisco José, informando que o pacto federativo atual prevê 60% das receitas para o governo federal, 24% para os Estados e apenas 16% para os municípios. “As promessas do Governo Federal com os municípios não foram cumpridas. As gestões municipais sofrem. Estamos em Brasília clamando para que o Pacto Federativo seja revisto imediatamente”, destacou o presidente da FEMURN.
No Rio Grande do Norte, a falta de recursos tem preocupado prefeitos da maior parte das cidades. No último mês o FPM apresentou redução de 25%, se comparado ao mesmo período de 2014”. A FEMURN tem atuado firme, em parceria com a Confederação dos Municípios, para tentar reverter o quadro. O fundo destinado tem sido insuficiente a manutenção dos municípios, o que compromete a permanência de atividades e torna a gestão insustentável economicamente. Precisamos de mais recursos e necessitamos de emendas parlamentares. Também queremos que os compromissos firmados com nós prefeitos sejam honrados”, reforçou Francisco José Júnior.
Tribuna do Norte

Nenhum comentário: