domingo, 27 de setembro de 2015

Náutico vence, encosta no G4 e afunda o ABC na zona de rebaixamento da Série B

abc
O Náutico entrou novamente na briga por uma vaga no G4, a zona de acesso, com a vitória em cima do ABC por 3 a 0, na tarde deste sábado, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, pela 28.ª rodada da Série B. Assim, aumentou a crise do time potiguar, afundado na zona de rebaixamento, em vencer há 17 jogos.
Com o resultado, o Náutico ganhou a segunda partida seguida e já soma 43 pontos na tabela de classificação, em oitavo lugar e a 3 do G4, contra 23 do ABC, o penúltimo colocado. O clube potiguar segue em situação delicada e ainda sem vencer sob o comando do técnico Hélio dos Anjos. Só um milagre evita a queda para a Série C, pois o time está a oito pontos da primeira equipe fora da zona de rebaixamento.
O ABC tenta largar a má fase, mas não consegue. A prova disso foi que o time potiguar começou a perder o jogo aos 17 minutos, quando Bergson disparou e foi derrubado na entrada da área por Luizão. Como era o último homem, o defensor acabou sendo expulso.
Com um a mais, o Náutico assumiu as ações, mas sentia extrema dificuldade em armar as jogadas, não conseguindo abrir o marcador no primeiro tempo. Além disso, levou um susto no escanteio cobrado por Ednei, que por pouco não fez um gol olímpico.
No segundo tempo, Gilmar Dal Pozzo mexeu, adiantou o time do Náutico e obteve resultado. Logo aos dois minutos, Daniel Morais arriscou do meio da rua e mandou no fundo das redes. O segundo gol saiu na sequência. Rogerinho achou Bergson sozinho dentro da área. O atacante só teve o trabalho de empurrar.
Apesar de tudo, o ABC tentou diminuiu perdeu boas oportunidades com Ronaldo Mendes e Edno, mas foi castigado no final. Aos 35 minutos, Bergson saiu na cara de Saulo e deu apenas um toque para encobrir o goleiro e definir o placar.
Na próxima rodada, o Náutico visita o Oeste no sábado, ás 16h30, no Estádio Prefeito José Libaratti, em Osasco. No mesmo dia e horário, o ABC enfrenta o Macaé no Moacyzão.

Nenhum comentário: