segunda-feira, 28 de setembro de 2015

RN pela Transposição: Políticos se unem pela luta em defesa da transposição no Rio Grande do Norte

politicos_al
A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e o Senado debateram na manhã desta segunda-feira (28), a seca e as obras de Transposição do Rio São Francisco, durante o evento RN pela Transposição. A discussão contou com a participação do ministro da Integração, Gilberto Occhi e líderes políticos do Estado, deputados federais, senadores, prefeitos, vereadores e lideranças de todo o RN.
Em seu discurso, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PMDB), ressaltou a importância da defesa pela transposição feita pelos deputados estaduais, bancada federal e governadores do Nordeste para minimizar a crise hídrica. “Sabemos que o Governo Federal teve um corte no orçamento de R$ 69,9 bilhões. Recurso esse contingenciado que iria naturalmente para estados e municípios e que deixou de chegar. Por isso mesmo, é hora de o governo federal eleger prioridades para usar os recursos restantes e queremos que a transposição seja prioridade”, disse Ezequiel.
As obras de Transposição do Rio São Francisco estão sendo feitas em mais de 700 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (Norte e Leste) ao longo do território de quatro estados nordestinos (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte) para o desvio das águas do Rio com nove estações de bombeamento.
A Assembleia Legislativa do RN vem desenvolvendo uma série de ações voltadas ao enfrentamento da crise hídrica no Rio Grande do Norte. Os trabalhos são coordenados pelo Comitê de Ações de Combate à Seca, liderada na Casa pelo deputado Ezequiel Ferreira e pela Frente Parlamentar da Água, presidida pelo deputado Galeno Torquato (PSD) que acompanham desde fevereiro as ações da transposição na Paraíba, Pernambuco e Ceará.
O Rio Grande do Norte tem, atualmente, 13 cidades em situação de colapso total no abastecimento de água e mais de 35 em sistema de rodízio. A senadora Fátima Bezerra (PT), destacou o expressivo quórum da Assembleia, acrescentando que o momento é de união. Ainda em sua fala, pediu diretamente ao ministro a conclusão das obras no prazo previsto, e também a segurança dos recursos para a construção do canal que levará água ao Piranhas-Açu, e antecipará em quase dois anos a chegada das águas do rio São Francisco no RN. “Esse projeto da transposição está agora em andamento, com quase 80 % da sua obra concluída. Um projeto que vai beneficiar, mais de 12 milhões de nordestinos e nordestinas, chegando a 390 cidades, pelo nordeste brasileiro. Então essa obra, ministro, mais do que nunca, ela precisa ser concluída, ela tem que ter o orçamento assegurado”, avaliou Fátima.
No último mês de agosto, a estação de bombeamento do Eixo Norte da Transposição foi inaugurada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em Pernambuco, que na oportunidade garantiu aos deputados estaduais e ao governador do RN, Robinson Faria (PSD), a conclusão do trecho de seis quilômetros que ligará o Rio Grande do Norte à Transposição. Durante o evento, o governador Robinson fez um apelo ao ministro, em nome de todos que estão sofrendo com a seca, para que seja atendido o pedido de parceria com o governo federal até o final do ano. “Entregamos um relatório minucioso, detalhado, fidedigno e realista a vossa excelência para que possamos ter uma parceria com o governo federal até o final do ano, e neste relatório financeiro, para socorrer as necessidades, completar e se somar ao governo estadual e socorrer neste momento de emergência que estamos vivendo, é um número pequeno diante do tamanho do orçamento do Brasil e diante do drama de quase 2 milhões de habitantes que vive hoje no semiárido potiguar. É um relatório que foi entregue ao ministro Gilberto Occhi, no valor R$ 61 milhões de reais. Isso é um relatório com uma proposta independente dos demais recursos que estão sendo liberados nas parcerias das obras que estão sendo tocadas pelo nosso governo”, comentou Robinson.
Robson Pires 

Nenhum comentário: